Essa coisa de fazer aniversários


Dos ciclos que se fecham, para algumas pessoas este é algo a ser celebrado, por outras algo para se reclamar, para mim esse dia tem um quê de divertimento ao ler as mensagens daqueles que se lembraram de você – ainda que com a ajuda do facebook – e se maravilhar com a quantidade de coisas que as pessoas são capazes de lembrar, dos momentos cômicos e até embaraçosos que foram compartilhados; de piadas internas que os olhos alheios jamais compreenderão; dos sons das risadas passadas trazidos para o presente.

É um dia que acaba se tornando não só meu, mas de todos os que tiraram nem que sejam 10 segundos para me cumprimentar, é um dia de recordar, de celebrar que a vida seguiu seu curso por mais um ano completo e se perder nas várias memórias, nos sorrisos incontáveis, nas amizades renovadas, nas novas companhias; é uma junção do velho e do novo, um passo que se dá através do véu da idade, uma troca de pele.


Dos ciclos que se fecharam, posso dizer que este foi um daqueles que entre idas e vindas, encontros e saudades, será guardado com carinho naquele velho baú cheio de lembranças saudosas.

Nada como aniversários para me fazer passar por aqui (embora eu tenha deixado o aniversário de 4 anos de blog passar batido ~ que vergonha!), enfim, não volto para ficar, infelizmente decidi admitir isso de uma vez por todas, mas enquanto houver uma fagulha de inspiração nesse corpo que está ficando mais velho, eu voltarei, ainda que eventualmente, mas voltarei.

Compartilhe

Mais sobre o dono dos sorrisos

Autor de sorrisos. Sou aquele que fala sobre o que sente e o que não sente com a mesma veracidade. Há quem diga que sou feito de palavras e quem sou eu para discordar? Ao ler minhas (entre)linhas nosso laço se aperta e assim podemos ser íntimos, de alguma forma. Contatos: rodolpho.padovani@hotmail.com

0 sorrisos compartilhados: