Doses de vida [R]

Existem certos momentos em que palavras são meras representantes para se dizer o que foi vivido. São momentos que poderiam ser descritos de diversas maneiras, mas que se resumem a algo indescrítivel. Por mais caracteres que sejam usados, nunca serão o suficiente para transmitir a verdadeira emoção. São momentos em que o coração parece parar de bater e ao mesmo tempo disparar, momentos de perda da fala e respiração, onde tudo se é dito no reflexo de um olhar ou na suavidade de um toque. Momentos especiais de tal maneira que o tempo deveria ter a decência de parar e assistir de camarote. São minutos preciosos, horas incomparáveis e dias mágicos que se prendem ao fio da lembrança, nítidos como o agora que virou passado... onde ao se fechar os olhos tudo volta a existir, os cheiros exalam, as carícias são sentidas, os risos e sussurros atirados ao ar nos retornam aos ouvidos e nesse pensamento real e imaginário a hora não passa, o tempo se tranca em si mesmo deixando fluir o prazer do momento.
Existem pessoas que são incomparavelmente especiais. Existe aquela pessoa pela qual você respira vida. Aquela pessoa que habita seu inconsciente, que passeia pelo jardim de sua memória e colhe flores de lembranças. Aquela pessoa que só por existir tornou seu mundo mais vivo e cheio de cor. Aquela pessoa que sempre sabe o que falar e quando falar para lhe arrancar os sorrisos mais singelos e sutis que possam existir. Aquela pessoa que te move adiante e que te alimenta com sua presença. Aquela pessoa cuja ausência nutre uma abstinência aterradora que serve de solo fértil para a saudade nascer e envolver suas raízes sufocantes em nosso peito. Existe aquela pessoa que é única e simplesmente aquilo que você precisa. Na medida ideial, sem meios termos.
Existem coisas que o tempo não apaga, que nem o mais forte dos ventos leva embora. São coisas do coração, que são cultivadas ali e sem elas o mundo e os dias se tornam mais vazios. A felicidade reside naqueles que sabem enxergar esses momentos, que sabem reconhecer essa pessoa singular e que sabe valorizar as coisas mais simples que brotam no peito.
Para cada um isso pode ter um nome, chame de amor se o simples relance de uma pessoa lhe dá frio na barriga. Chame de paixão se você sente aquele desejo intenso e ardente. Chame de alegria se cada riso e momento são inesquecíveis. Chame de prazer se cada toque desperta sensações desconhecidas. Chame de felicidade se sente o brilho no olhar. Chame de meu e acrescente uma dose de cada item que julgar importante e a esse mistura, chame de vida. As doses são à gosto, algumas se misturam com facilidade, outras não. Mas cada novo elemento adicionado cria uma nova receita que deve ser vivida.


Galera, logo minha vida entra nos eixos e eu volto a escrever com mais frenquência, enquanto isso fico meio ausente e faço repostagens. Desculpa meu sumiço e peço o apoio de vocês para a votação no Top Blog. Abração!

Compartilhe

Mais sobre o dono dos sorrisos

Autor de sorrisos. Sou aquele que fala sobre o que sente e o que não sente com a mesma veracidade. Há quem diga que sou feito de palavras e quem sou eu para discordar? Ao ler minhas (entre)linhas nosso laço se aperta e assim podemos ser íntimos, de alguma forma. Contatos: rodolpho.padovani@hotmail.com

2 sorrisos compartilhados:

Alexandre Fernandes disse...

Mágicas palavras. Vou soube transportar para elas toda esta essência presente nos momentos e nas sensações. Cada uma oferecendo um prazer distinto à alma, como se fossem elementos se cruzando e formando toda esta gama de amor que nos preenche. De fato a vida tem dessas doses, que se misturam com a nossa felicidade. E cada elemento adicionado torna a nossa vida mais temperada e mais bonita de ser vivida.

Lindo! Lindo!

Abração meu amigo!
Volte logo!

PauloSilva disse...

Nossa tá muito lindo e inspirador esse seu post aqui.

"Chame de prazer se cada toque desperta sensações descnhecidas." - Que máximo!

Um abraço amigo.