Que venha o amor

♪ (...) Eu vou esperar você amor
Pode ser o tempo que for
Eu tenho a eternidade aqui comigo... ♫

De todos os desejos que temos na virada de ano, o amor está sempre presente, colorindo nossos pensamentos e dando voz a todas as promessas feitas. Eu já passei por vários "trinta e um de dezembro" com a expectativa de que no próximo ano eu pudesse me tornar alguém melhor e que pudesse realizar, pelo menos, um pouco dos meus sonhos, mas apesar dessa esperança cega eu possuía a convicção realista de que eu me frustraria e que nem metade do que eu esperei aconteceria.
É claro que todos esses sentimentos positivos se renovam a cada final de ano e acho que estamos certos em sonhar e esperar pelo melhor, sempre. Não acredito que a cor da minha roupa definirá como vai ser o meu ano, isso é apenas uma superstição que favorece o mundo capitalista.
Veja só você, eu estou aqui no meio da rua, faltam apenas dez minutos para a meia-noite e para a tradicional contagem regressiva comunitária e eu fico divagando sobre roupas, desejos e promessas. Eu realmente preciso organizar minhas prioridades.
Mas se isso é importante para você, eu acabei optando pelo branco de sempre e usando uma fitinha rosa no pulso, pois me disseram que essa cor atrai emoções. As bolhas do champanhe na minha taça sobem alegres e estouram ao tocar a superfície, como se gritassem boas-vindas para o primeiro de janeiro que vem chegando ali na esquina da frente.
Nesses últimos minutos derradeiros da despedida de um ano que me fez tão bem me deixa na esperança de que o próximo ano será melhor ainda e eu paro para analisar as coisas que eu fiz, as que eu não fiz e as que eu deveria ter feito, vou me arrepender apenas por aquelas oportunidades que eu deixei passar e que talvez tivessem dado um sentido novo para minha vida, pelo menos, na época.
Vou me agarrar ao trivial e não fazer grandes planos e metas para esse ano que vai começar e, definitivamente, vou manter meu coração aberto. Quero encontrar um amor e quero que ele me encontre, quero ter a certeza de que eu sou capaz de sentir um bater diferente dentro do peito e que esse bater possa ser compartilhado.
O amor sempre me escapou por entre os dedos e talvez eu não o tenha agarrado por medo do que pudesse acontecer, eu o deixei fugir, eu permiti que ele me encontrasse, me escolhesse e quando ele jogou todo seu poder e devoção sobre mim eu me senti sufocado e preferi voltar a ser aquele homem em busca do sentimento perdido.
É bem verdade que aprendemos a dar valor quando perdemos as coisas, eu aprendi isso na experiência e isso me fez entender ainda mais as pessoas e a mim mesmo, embora eu ainda ache que levará algum tempo até que eu mude meu jeito de agir e pensar e até que meu coração esteja preparado para ser completamente dado a alguém.
10, 9, 8... Eu me despeço desse ano feliz por ter vivido cada momento.
7, 6, 5... Eu não nego meus erros, pois eles me ensinaram muito e valorizo meus acertos, pois eles me deram a razão quando eu mais precisei dela.
4, 3, 2... Esse ano me deu e meu tirou muita coisa, talvez seja isso que o tornará ainda mais inesquecível.
1... E então, os fogos de artifício anunciam que o ano novo está presente.
As taças se erguem, os braços se abrem em abraços calorosos, as vozes desejam tudo do bom e do melhor aos ouvidos atentos e sorrisos são trocados.
Os pedidos mais profundos estão depositados dentro de mim, ainda não encontrei uma maneira de fazê-los sair, mas eu desejo mais discernimento e perspicácia. Desejo mais altruísmo e atenção aos verdadeiros valores. Espero conseguir aproveitar mais as oportunidades oferecidas e, acima de tudo, eu almejo o amor. O amor para mim, para acalentar meu pobre coração cansado, um amor desconhecido, ainda sem rosto e sem voz. Eu vou esperar esse amor chegar sem contar o tempo, vou usá-lo como aliado para que quando esse dia despontar no horizonte eu possa dizer que valeu a pena ter esperado.
Quero o amor para você, que assim como eu não o conhece ou também o deixou partir, colhendo apenas lembranças do que restou de sua passagem.
Quero amor para o mundo, que necessita desse sentimento desde quando eu passei a entendê-lo.
Então, um brinde ao amor e a tudo aquilo de bom que ele trouxer consigo.

Pauta para o Bloínquês

Compartilhe

Mais sobre o dono dos sorrisos

Autor de sorrisos. Sou aquele que fala sobre o que sente e o que não sente com a mesma veracidade. Há quem diga que sou feito de palavras e quem sou eu para discordar? Ao ler minhas (entre)linhas nosso laço se aperta e assim podemos ser íntimos, de alguma forma. Contatos: rodolpho.padovani@hotmail.com

13 sorrisos compartilhados:

Projeto Créativité disse...

Huahuhha perdão

Pαμℓα Aℓvєs disse...

Hoje eu acordei com a seguinte frase na cabeça "Amar dói" e como dói... Mas ao ler seu texto penso que apesar da dor, amar é a única coisa que ainda vale a pena... Porque antes de causar dor, é o sentimento que nos faz mais feliz!!!

Lindo texto...
:D

Naia Mello disse...

É aquela coisa de acreditar mais em si mesmo e deixar rolar. Que os dias do novo ano serão bons só depende de nós mesmos.

Karine Vilela disse...

heey seguindo o blog por indicação *--*
tem um desafio pra ti no meu bjs.

Deise Lima disse...

Desejo amor pra todos nós!

Rebeca Amaral disse...

Pra mim, esse foi seu texto mais sincero, Rodi... E realmente me identifiquei DEMAIS com cada palavrinha que li nele. Nós temos sede de amor, tanta sede, que como diz minha mãe, corremos o risco constante de nos engasgar. Mas se isso for errado, que continuemos cometendo esse erro no ano que virá. Não tem essa história que amar de mais é veneno! Não mesmo! Adeus 2010 e que venha 2011 com tudo o que ele nos promete. Beijooooo!

R disse...

Todos queremos amor, independete da cor da roupa, de pularmos 7 ondas, guardarmos sementes de rubi ou espalhar moedas dentro de casa por debaixo dos tapetes. Feliz ano novo, acima de qualquer desses artifícios.

Ana SS disse...

O amor está sempre nos escapando, ficamos só com o seu rastro.

*Amanda* disse...

É o amor que move o mundo.... então... nada como um texto desse para fechar 2010 com chave de ouro!!!!!

bjsss***

Que em 2011 meu querido amigo escritor encontre o que tanto procura!!!!!!

Janaina Barreto disse...

Nossa, que lindo! Falei que voltaria quando pudesse não foi? E estou feliz de ter feito isso... Que beleza de texto!

Sabe, eu acho que todos querem o amor. Quem não quer um calor no coração, borboletas no estômago, companhia pros dias ruins e filmes de terror? Eu sempre quis... Graças a Deus encontrei (menos para os filmes de terror... rs)

Lamentações... Pra que servem?! Nada, né... A gente só pode mesmo é refletir o que deixou passar e o que fez de errado e tentar concertar. Esse é o espírito do ano novo pra mim.

Gostei dos devaneios do começo, a coisa das roupas. Não me prendo (muito) nisso. hauhsuha Sempre uso vestidos florais, bem coloridos. As cores é que me animam e quem sabe com um pouco de cada eu não consiga trazer as coisas boas que tanto quero pra mim?

Tá, é que eu sou uma matraca... rs Enfim: Feliz ano novo!!!
Paz, amor, saúde e sucesso pra ti ;*

Janaina Barreto disse...

Ah e acabei esquecendo. A musiquinha do começo é uma beleza de linda. Adoro. ♥

p.s.: obrigada por me dizer o nome da música naquele dia lá atrás. :)

Thiara Ribeiro disse...

Lindo e emocionante!
Que venha o amor e muitas outras coisas boas!
:)

Tati disse...

Achei doce, envolvente se cheio de realidade.
Sinto essas misturas na virada.

Beijos