Decidida

Eu estava completamente apavorada, apesar de todas as advertências eu fui imprudente e agora teria que arcar com as consequências. Assim que soube, corri até ele para obter algum auxílio. Dei a notícia com a cabeça baixa e os olhos pregados no chão, eu não era forte o suficiente para encarar a reação dele. Assim que ele ouviu o que eu tinha a dizer, ficou estático, desejando ver um traço de mentira em meu rosto. Eu já estava em prantos enquanto ele não sabia o que fazer.
- Não. - ele disse - Eu não quero. Eu não vou aceitar.
Levantei a cabeça e o encarei com meu rosto molhado por lágrimas. Eu não estava dando opções a ele. Não era algo a se debater. Como eu havia sido idiota por achar que ele ficaria ao meu lado. Típico.
- Não podemos fazer nada agora - eu argumentei.
- Podemos sim, você sabe muito bem disso. Eu conheço alguém que...
- Não - eu quase gritei - Você deveria ter vergonha em propor isso - me desvencilhei de seus braços e corri pela rua. O ouvi gritando por meu nome, mas ele não foi atrás de mim. Ele não queria se envolver.
Voltei para casa e me tranquei em meu quarto. Observei as paredes cor-de-rosa, as bonecas no guarda-roupa, meus ursinhos de pelúcia espalhados por todo o cômodo. Aquilo pertencia a uma menina, uma menininha que fora sentenciada a crescer.
Já tomei minha decisão e não a mudarei, eu disse enxugando as lágrimas que ainda insistiam em cair. Limpei o rosto e sai decidida de casa. Ele precisava ouvir aquilo.
Ainda o encontrei na praça, sentado com os olhos no horizonte, atordoado com o que eu havia dito e antes mesmo que ele pudesse tentar me ludibriar com falsas promessas eu atirei:
- Eu não preciso de você. Se você não quer fazer parte disso, ótimo. Eu vou seguir sozinha. Eu vou manter esse bebê.
- Me desculpe - ele disse - Eu perdi a cabeça, falei coisa que não devia. Eu quero fazer parte disso. Eu não vou te abandonar.
Agora as lágrimas que surgiam eram de felicidade. Tudo seria mais fácil com ele ao meu lado. Sentei-me junto a ele no banco e me deixei envolver em seu abraço.

Pauta para Bloínquês - Tema: "já tomei minha decisão e não a mudarei."
______________________________

Dia 19 - Uma música que faz você rir
The bird and the worm - Owl City

Clique na música para ver o vídeo

Compartilhe

Mais sobre o dono dos sorrisos

Autor de sorrisos. Sou aquele que fala sobre o que sente e o que não sente com a mesma veracidade. Há quem diga que sou feito de palavras e quem sou eu para discordar? Ao ler minhas (entre)linhas nosso laço se aperta e assim podemos ser íntimos, de alguma forma. Contatos: rodolpho.padovani@hotmail.com

22 sorrisos compartilhados:

Pires Silva disse...

Que lindo. Me lembrou uma série que eu assisto *--* Adorei o finalzinho, mais romântico e acalmador. Você como sempre escrevendo sobre todos os tipos de coisas e sempre mandando MUITO. parabéns

Flávia disse...

ai ai, ui ui...
Adorei =)
Prendeu minha atenção do início ao fim! ~> Como sempre!

Gostei do tema, gostei do misto de emoções e principalmente do final... FELIZ! =D

Beeeijo lindeza! =*

Tati disse...

Complicado comentar um texto como esse.
Bem escrito. Imagens fáceis. Ritmo bem bom. E além de tudo, intenso demais.

Gostei muito. Eu mudaria algumas coisas, detalhes. Mas apreciei mesmo.

Obrigada pelo prazer da leitura, quase triste, mas feliz.

Stella Rodrigues disse...

As vezes a gente toma atitudes pensando no que a outra vai pensar, ai depois vemos que a reação não é a mesma que a gente esperava e acabamos mudando de opinião, mas imagine se a menina aceitasse isso. Acho que o fim não seria tão bonito assim. Mas prefiro finais felizes :*

Jaqueline Jesus disse...

Na hora do deseepero a gente acaba falando coisas que não quer, mas quando a cabeça esfria passamos a entender e aceitar melhor as coisas. Ahh que bom que eles ficaram juntos, eu estava pensando que ele iria embora x) Ufaa!! rs

Nathalie disse...

Bom seria se todas as histórias parecidas com essa tivessem este final...
Talvez o mundo fosse melhor. :)

Lara S. disse...

já estava ficando triste esperando o fim infelizmente comum do mundo real.Adorei o texto,direto porém intenso.Parabéns!
;*

Vanessa Monique disse...

Olá queriod,do blog lindo,das histórias fabulosas!
Passei pra dar uma lida e comentar.
Sua visita é importante para mim.
www.fluem.blogspot.com
:*

Kêmulla Grohmann disse...

adoooreei ;**
Narciso 3...kkkkkk... da uma olhada na minha resposta...
beijooooos

Filipe Costa disse...

Belo texto.
O final foi emocionante...
Um abraçoooo!

Jaci Macedo disse...

Ficou lindo ^^
Nunca canso de vir aqui.

Joice N. disse...

Oi!
Te convido a participar do projeto "O Paraíso em Palavras", onde blogueiras e blogueiros podem mostrar toda a sua criatividade em forma de textos que serão avaliados e semanalmente postaremos os melhores.
Espero a sua participação!
http://oparaisoempalavras.blogspot.com/

Mandy disse...

Muito legal quando aquela pessoa que a gente mais precisa continua do nosso lado, em todos os momentos. :) Ficou linda essa histórinha, adorei demais. E, esse bebê vai crescer com muito amor e carinho *-*
Beijoos
Mandy

Bell Souza disse...

Eu tenho um texto que fala sobre isso, mas o meu final não foi nem um pouco "acolhedor" embora ela não tenha dado escolhas a ele. Mas quem pode mudar os caminhos da vida?

Grafite disse...

AH! como sempre palavras perfeitas em uma bela construção de texto!!!

beiijo
*.*

Sophia'sLu disse...

Sentimental como sou, já estava preste a chorar junto com 'ela'.
Muito muito bom Rodolpho. Dá vontade de ter um amor assim.
Beijos!

Sophia'sLu disse...

Ah, tem selo para você no meu blog.
Beijo.

Millene disse...

perfeitooooo *-*
parabéns pelo blog ameii !

Camila disse...

forte esse post hein
:)

Tassyane disse...

Adorei o tema e principalmente o final que tu deste a história. Lindo! Beijos!

Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ NARA CABRAL Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ disse...

amei seu blog
estou te seguindo
guando puder faça uma visitinha no meu se quiser siga-me
abraço

Amanda Lisbôa disse...

gostei de saber que por aí poderia vir uma nova pessoinha...
dizem na psicologia que qdo passa essa idéia na cabeça de um 'pai', depois que a criança nasce se torna o maior amor da pessoa... ou seja... mais uma alegria no mundo!!!

mtooooooooo bom!