Keblinger

Keblinger

As coisas boas estão aguardando

| quinta-feira, 31 de dezembro de 2015


Às vezes as melhores coisas que acontecerão na sua vida acontecerão por acaso, como uma chuva inesperada que resolveu se desprender de uma nuvem acinzentada. Mas há que saber, e ainda até se conformar, que para alguns inícios são necessários alguns fins, aquele lance de que duas coisas não podem ocupar o mesmo espaço e tal que um físico teria muito mais propriedade para falar do que eu, o fato é que não há muita complicação nessa equação. É um entendimento corriqueiro, cotidiano, daqueles que a gente nem pensa muito porque já sabe. Porque já aprendeu desde pequenininho.
Voltemos então para as melhores coisas, aquelas que ficam esperando por você, contando os segundos com os olhinhos grudados nos ponteiros do relógio, tremendo de ansiedade por sua chegada. Elas são realmente muito boas nessa coisa de esperar. Afinal, construções levam tempo para serem erguidas, histórias levam tempo para serem escritas e anos levam tempo para passar, alguns particularmente mais do que outros, mas as suas melhores coisas esperam por você, sem vacilar, sem exaustão.
Que a sua, a minha, a nossa caminhada seja em passo leve na direção daquilo que é bom. Que a simplicidade passeie ao nosso lado, que os mais bobos clichês nos rodeiem pelas calçadas e que, acima de tudo, possamos ver. O enxergar nem sempre é fácil, pois nuvens de incerteza, como aquelas acinzentadas que carregam chuva, pairam em nossa cabeça e desfocam nossa visão. Que a gente veja, então. Veja e entenda que há coisas pelas quais não vale a pena pensar demais. Até arriscar pode ser simples, às vezes, basta acreditar, assuste seus medos ao fazer isso.

Que venha o novo, pois mudanças trazem a boa-venturança das novidades, do desconhecido, das surpresas pelo caminho. Que você mude por você e para você, troque suas cores, seus sabores, seus olhares. Rasgue tudo aquilo que não lhe traz bem. Cultive somente aquilo que lhe agrada. Que a sensibilidade exagerada populista e pseudo-política-culta-intelectual passe longe de você. O mundo já está cheio de pobres infelizes cumprindo esse papel em todas as redes possíveis. Dê voz a si mesmo. Lute suas lutas. Sorria suas vitórias. Tire algo de suas derrotas.

Para você eu desejo que seja simples. Para o homem eu desejo que aprenda a ser mais humano. Para o mundo, bem, para o mundo eu desejo que o homem consiga realizar esse meu desejo.

E que suas melhores coisas te alcancem nos dias que estão por vir.

Última postagem do ano, sorridentes. Para mim eu desejo mais tempo e mais inspiração para voltar mais vezes à minha própria casa, sinto a poeira bailar pelo ar toda vez que apareço por aqui. Mas enfim, desejo que 2016 seja para você tudo aquilo que 2015 não foi e muito mais. Um incrível ano novo com direito a tudo de melhor que há. Abraços.


0 sorrisos compartilhados:

 

Copyright © 2010 A arte de um sorriso