Keblinger

Keblinger

Quero...

| quinta-feira, 26 de janeiro de 2012


Quero beijos molhados, lábios com gosto de paixão e textura de nuvem.
Quero o toque, a pele eriçada e os sentidos afiados feito lâminas.
Quero olhar com clima de mistério, sussurros ricocheteando pelas paredes e visões do paraíso.
Quero o calor do impulso, o contato da aproximação e o som dos gemidos.
Quero o aperto do prazer, o enlace da luxúria e o expurgo do pudor.

Quero a regência da lascívia e o despertar do pecador.
Quero o domínio das sensações e o sabor da tentação.
Quero a fome do desejo.

Quero o tempo preso em meus dedos, a liberdade do desbravar e suas mãos sobre mim.
Quero o desvendar do oculto, o cheiro do hálito libertino e a possessão da sua vergonha.
Quero trepidações dos ossos, distensão dos músculos e pressão da carne.
Quero trejeitos desnudos, fantasias desmascaradas e medos rasgados.
Quero o destroçar dos anseios, o riso do gozo e a pureza do acontecer.

Quero a face da verdade e o odor do clímax.
Quero sua voz me pedindo para devorar-te pouco a pouco.
Quero a sede de você.

Quero o momento arfante do delírio, o cravar das unhas e a força carnal.
Quero o entrelaçar da alma, a fusão dos corpos e o encaixe dos sentimentos.
Quero alimentar as vontades, entregar-me por completo e sorver seu mel.
Quero o silêncio depois do fim, o sorriso de contentamento e um suspiro escorregadio.
Quero a palavra não dita, o refrescar do suor e o sibilar do cuidado.

Quero semicerrar os olhos e adormecer com você em meus braços sabendo que vou acordar do seu lado. 

Galera, a próxima postagem será a continuação do conto em partes. Grande abraço.

2 sorrisos compartilhados:

{ Nati } at: 27 de janeiro de 2012 03:53 disse...

Quero tudo o que ainda não tenho. Beijo

{ Lucas Reis } at: 28 de janeiro de 2012 20:37 disse...

"Quero o momento arfante do delírio, o cravar das unhas e a força carnal."

Meu Deus, fiquei sem fôlego agora. Curti demais.

Vou virar freguês.

 

Copyright © 2010 A arte de um sorriso