Keblinger

Keblinger

O eremita e o dragão - Parte 7

| sábado, 13 de novembro de 2010

Rufus já tinha escutado diversas histórias sobre dragões, mas nenhuma contada por um deles.
- Todo dragão passa por três estágios na vida. O Batismo do Fogo é o primeiro, no qual inicia-se o aprendizado da arte de controlar e projetar o fogo, passamos por isso na nossa fase comparada à infância. O estágio seguinte é o Cata-vento, onde aprendemos a utilizar nossas asas, o voo é uma coisa bem difícil, por isso é ensinado somente aos dragões na fase jovem e o terceiro estágio é a Dança da Cópula... - ele deu uma pausa para verificar se o eremita havia entendido e sentiu um calor por dentro - no qual dois dragões... bem, você sabe. - ele ficou acanhado.
Rufus tentou manter a expressão apática e segurou o riso.
- Eu fui o terceiro filhote de uma ninhada de sete. Ficamos junto a nossos pais até o dia em que aprendemos a caçar, depois disso nos separamos e seguimos caminhos diferentes. Um dragão não ocupa o mesmo território que o outro a menos que sejam de sexo opostos. Eu fui embora logo após aprender a voar e foi nessa época que a guerra entre nossos mundos eclodiu. Nós, dragões, começamos a viajar em bandos por segurança e isso fez com que as mortes aumentassem, nunca fomos uma espécie populosa. Na sede de vingança comecei a saquear vilarejos e reinos, tomando toda sua renda e destruindo suas fontes de vida, eu me envergonho do que fiz, mas me orgulho de nunca ter ferido nenhum humano. Encontrei uma caverna onde eu passei a guardar tudo o que conseguia e depois de muitos anos perdi contato com outros dragões até que nunca mais ouvi nenhum boato sobre eles. Enclausurei-me em minha caverna e saía apenas quando precisava de alimento e tenho vivido assim por centenas de anos. E foi em uma de minhas buscas por comida que encontrei você.
- Eu sinto muito pelos outros e...
- Isso já faz tanto tempo, a solidão tem sido minha companheira desde então. - o dragão falou cabisbaixo.
- Sua caverna fica longe daqui? - perguntou Rufus.
- Você gostaria de ir até lá para ter uma ideia do que lhe aguarda se completar seu desafio? - indagou o dragão, levantando-se como se soubesse que a resposta seria positiva.
- Seria uma honr... - disse o eremita e antes que pudesse terminar de falar, o dragão o agarrou e o atirou em suas costas, gritou um "segure firme" e levantou voo.
Rufus agarrou-se firmemente às escamas grossas das costas do dragão e em pouco tempo acostumou-se com o barulho produzido por suas asas e com o vento forte soprando seu rosto. Viu a fogueira lá embaixo tornar-se um ponto minúsculo enquanto era levado em outra direção. Ele não teve medo nem sequer temia por sua vida, alguma coisa lhe dizia que o dragão não tinha intenção de lhe fazer mal.
Depois de sobrevoarem uma densa floresta, o dragão aproximou-se de uma montanha e pousou em uma cratera, a qual só podia ser atingida por cima. Uma enorme passagem dava acesso ao interior da montanha e os dois caminharam lado a lado, o dragão lançando baforadas quentes para iluminar o caminho.
Chegaram a um lugar amplo e assim que a luz do fogo tocou o ambiente Rufus pôde ver uma quantidade de ouro maior do que vira em toda a sua vida.
- Diga o meu nome e tudo o que conseguir levar é seu e está livre para ir - declarou o dragão pesaroso.

EM BREVE - PARTE 8

6 sorrisos compartilhados:

{ Steph } at: 13 de novembro de 2010 09:58 disse...

oii

parabens pelo blog, ta uma graça... se puder dar uma olhada no meu, estou começando agora...

bjs, otimo fds

{ Doce Nostalgia } at: 13 de novembro de 2010 17:37 disse...

Tô adorando esse conto! rs
Fez um ano de blog? *-*
Parabêns!!!!!!

Lindo como sempre!

beijos!!!!!

{ *Amanda* } at: 13 de novembro de 2010 19:18 disse...

hmmmmmmmmmmmmmmm... eu acho que eu sei o nome desse dragãoo heinn!! rsrsrsrsrsrs...

mas tô morrendo de curiosidade para confirmar! rsrsrs

bjs*

{ ppcila } at: 14 de novembro de 2010 14:36 disse...

Amei seu blog, ele é simplesmente D+!Estou ansiosa pelo final da história ;)
Quando quiser passa lá no meu e compartilhe um sorriso ^^ www.garotadaboina.blogspot.com
Um forte abraço
Paula

{ Tati } at: 14 de novembro de 2010 22:06 disse...

Ai Amigo...

Que perfeito... Estou amando tudo... Eu ficava com o Dragãozinho... Ai que lindoooo...


Estou amando.


Beijinhos

{ Thiara Ribeiro } at: 14 de novembro de 2010 22:08 disse...

Acho que Rufus não vai querer acertar o nome do dragão!
A amizade vale bem mais que esse ouro todo!

Tô anciosa pra saber o final!

;**

 

Copyright © 2010 A arte de um sorriso