Keblinger

Keblinger

O amor uniu

| sábado, 11 de setembro de 2010
♪ (...) Count the days til I can see the side
of you walking toward me dressed in white
All of our friends and our families too
Count the moments til we say "I do"... ♫
Count the days - Ernie Halter

ELE

Não sei por onde começo a contar sobre como me apaixonei por ela. Não sei se foi seu sorriso lindo ou sua voz suave que me atraiu primeiro, não sei se foram seus olhos brilhantes e cheios de vida que prenderam minha atenção, eu apenas sei que no momento em que a vi, senti uma fisgada na barriga e meu coração pulsou de uma maneira diferente. Foi então que eu soube que era ela. A garota com quem eu me casaria.
Pode parecer exagero da minha parte dizer isso, mas só quem sente o que senti, na intensidade que eu senti pode me entender. Foi como se o amor se materializasse diante de mim. Aquele amor que todos falam, cantam, escrevem e sonham. O amor me escolheu.
Eu passei a acreditar em almas gêmeas depois que a conheci, pois vejo a minha alma refletida nos olhos dela, como se suas pupilas guardassem outra parte do meu eu que jamais ficaria completa sem sua existência.
Todo o amor que eu sinto emana pelos meus poros e escorre pela minha essência. O amor se tornou parte do que sou, quem eu sou e quem me tornarei.
Aquele sentimento que parecia tão distante e apenas pertecente aos filmes mais românticos se mostrou real. Com toda certeza eu digo: Sim, o amor existe. Ele é real e ele é o que rege minha vida.

Parado diante da igreja cheia de gente, espero ansiosamente pelo momento que minha vida se tornaria a vida dela.
As portas se abrem e lá vem ela, vestindo aquele sorriso encantador que irradiava felicidade por todos os cantos. O tapete vermelho parecia não ter fim. Dei alguns passos e o pai dela entregou-a a mim.

ELA

É engraçado como as coisas na vida da gente são repletas de surpresas e acontecimentos inesperados. Ele era um rapaz comum, sem nenhum atributo especial, assim como eu era uma garota normal e sem nada que chamasse atenção. Mas tivemos uma conexão. Nossos corações reconheceram a batida um do outro, como um chamado da paixão para que se encontrassem.
Ele é doce, meigo e atencioso, o tipo de homem que toda mulher sonha encontrar. Ele fala coisas doces ao pé do meu ouvido, me beija delicadamente e me dá carinho. Seu toque eriça minha pele e sua presença é a coisa mais importante que eu tenho. Eu sou dele e ele é meu.
Nossas almas se entrelaçaram em um mundo paralelo que permitiu o surgimento desse amor.
Ah, o amor que ele me dá sacia a fome do meu coração, mata a sede do meu desejo e me faz flutuar. O amor que nos escolheu veio puro e singelo.
Quantas vezes eu suspirei ao ler versos e poemas recheados desse sentimento, várias vezes chorei de emoção em livros e filmes carregados de paixão, mas dessa vez não era ficção. O amor foi bordado em minha vida com a linha da paixão e cada ponto cruz distribuído no tecido de meu coração formou o mais lindo desenho, formou a nossa união.

O tempo parece parar, enquanto tudo acontece em câmera lenta.
Entro na igreja e lá está ele, me esperando no altar. Sinto todos os olhares repousarem sobre mim, mas não escuto som algum e mal sinto minhas pernas caminharem. A felicidade tomou conta de mim e eu me seguro para não me entregar as lágrimas de alegria.
Toco sua mão trêmula ao chegar até ele e me preparo para oficializar nossa vida juntos.

ELE e ELA

Sim, eu aceito.
(E as alianças foram colocadas).

ELES

Nosso amor nasceu como a flor em um campo cheio de erva daninhas, imprevisível, mas com a força para germinar e crescer. O amor que brotou em nosso peito, agora maduro, rendeu frutos que colhemos em uma estação farta e próspera.
O nosso amor é a prova viva de que quando duas almas se encontram, dois corações se transformam em um só e apenas o infinito é o limite aproximadamente comparável ao que sentimos um pelo outro.

Texto escrito para uma amiga que casou. Ela pediu, eu escrevi, hehe.

21 sorrisos compartilhados:

{ Luana } at: 11 de setembro de 2010 17:19 disse...

Muito lindo! Todo mundo sonha com isso: encontrar sua alma gêmea.

{ Cristiano Guerra } at: 11 de setembro de 2010 19:22 disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
{ Cristiano Guerra } at: 11 de setembro de 2010 19:22 disse...

Rodolpho, pra variar, tá muito bom. Mas eu não sou muito chegado no tema: "Elizabeth, te amarei para sempre!" Vou deixar de comentar esse, e espero ansiosamente pelo próximo ;D

{ Flor de Lótus } at: 11 de setembro de 2010 19:36 disse...

Que texto lindo!Renovou minhas esperanças de que é possível sim encontrar um amor de verdade.
Um texto de pura poesia que pode ser quase tocado por ser um poema de tanto amor...
Beijosss

{ Juci Barros } at: 11 de setembro de 2010 20:31 disse...

É um belo presente de casamento.
Beijos.

{ Doce Nostalgia } at: 12 de setembro de 2010 01:49 disse...

Ah é de matar esse texto teu ...!
lindo!
Me sonho casar .., hahahha!

Beijos moço inteligente!

{ Charlie B. } at: 12 de setembro de 2010 12:46 disse...

Pensei no dia em que isso pode ocorrer comigo, rs.

Charlie B.

{ O SEGREDO DOS ESCRITORES } at: 12 de setembro de 2010 12:54 disse...

olá!
tudo bom???
muito prazer,me chamo Augusto César...
gostei muito do seu blogger. show de bola!
estou lhe seguindo,me siga também???
http://osegredodosescritores.blogspot.com/

{ Mariana Lopes } at: 12 de setembro de 2010 13:32 disse...

Que texto PERFEITOO *-* Quando eu me casar você faz um pra mim também?? HEHE
Tá de parabéns pelo blog, pelos textos, por tudo.

{ Karla Thayse } at: 12 de setembro de 2010 14:54 disse...

Belíssimo!
Sempre me encanto por aqui.
Tenha uma semana de luz!
Beijo

{ Alexandre Fernandes } at: 12 de setembro de 2010 18:32 disse...

Incrivelmente belo Rodolpho!
O amor converge para essa união, esse pacto de criar um elo entre dois sentimentos tão plenos. O matrimônio é uma instituição importante, pelo simples fato de você firmar o amor como o principal guia nessa nova etapa. Um guia que vai sempre estar diante dos dois, como um elemento edificador do casal.

Amor é bonito por isso. Pela forma como podemos firmar nos nossos olhos, juntos, para uma mesma direção.

Texto doce e encantador!

Parabéns aos dois.

Abração meu amigo!
Boa semana!

{ Nini C . } at: 12 de setembro de 2010 19:26 disse...

Caramba, muito bom Rodolpho. Adorei.

{ Carolyne Mota } at: 12 de setembro de 2010 19:56 disse...

Muito bom mesmo! Amo textos que falam dessa união recíproca de dois amantes.
Beijos :*

{ Emi } at: 13 de setembro de 2010 00:35 disse...

Garotoooooo, o que é que eu vou falar desse texto seu?
O mínimo é que foi um dos mais perfeitos que eu já li por aqui. Rodolpho, parabéns! Você é sempre tão singular nos seus posts!
Fã aqui! \o
Beijoos!

{ Nathalie } at: 13 de setembro de 2010 10:19 disse...

Tem um desafio para vc lá no meu blog. :)

{ Gabriela Furtado } at: 13 de setembro de 2010 15:55 disse...

A gente, quase nunca, sabe porque se apaixonou; taí o bom de se apaixonar...
adoooreeei
beijos

{ Flávia } at: 13 de setembro de 2010 16:49 disse...

aaaaah... Que graciinhaa! *.*
Quase choreeeiii!!! E no casamento eu choreei, claroo né?! kkkk !

Ameei bb!
Muito bom gosto nas palavras... Tudo muito lindo e suave... Romântico!!!
Parabénss!

beijão S2

{ Tati } at: 13 de setembro de 2010 22:11 disse...

Ah está lindo demais Coruja. Lindissímo mesmo.

"[...]apenas o infinito é o limite aproximadamente comparável ao que sentimos um pelo outro"

Beijos

{ Lua Nova } at: 15 de setembro de 2010 19:30 disse...

Muito bonito e romântico. Sua amiga deve ter se emocionado... afinal, vc descreveu o sonho de todo ser humano: encontrar alguém para amar e ser amado por esse alguém da mesma maneira.
Beijokas.

{ Thiara Ribeiro } at: 16 de setembro de 2010 01:49 disse...

Sem palavras!

{ Daniella Ockner } at: 16 de setembro de 2010 16:04 disse...

AMEI :') Não digo que voce sabe explicar o amor em palavras, mas só porque nao acredito que isso seja possivel ! hhahha Voce escreve como alguém que realmente ja sentiu as coisas numa intensidade tão grande

 

Copyright © 2010 A arte de um sorriso