Keblinger

Keblinger

Comece por você

| segunda-feira, 17 de maio de 2010
"I'm gonna make a change,
for once in my life
It's gonna feel real good,
gonna make a diference
Gonna make it right..."

Mudanças? Algumas assustam, outras são necessárias e outras devem ser feitas. Mudar consiste em deixar de lado o trivial e ir em busca de algo novo

"As I, turn up the collar on
my favorite winter coat
This wind is blowing my mind
I see the kids in the streets,
with not enough to eat
Who am I to be blind?
Pretending not to see their needs"

Enquanto estamos no calor de nosso lar, debaixo de um cobertor à noite na cama, existem várias pessoas lá fora enfrentando o frio e quantas vezes fechamos nossos olhos? Fingindo não ver o que se passa. Fingindo que o mundo vai bem e que aquela realidade cruel faz parte de uma realidade que não nos pertence. Quantas vezes mais vamos continuar nos fingindo de cegos ao invés de arrancarmos nossas próprias vendas?

"A summer disregard,a broken bottle top
And a one man soul
They follow each other on the wind ya' know
'Cause they got nowhere to go
That's why I want you to know"

Eles estão lá, se apoiando uns nos outros, sem rumo, sem abrigo, sem carinho. Na esperança de que uma mão amiga os suporte, que um olhar afetuoso se vire em sua direção ou simplesmente desejando ver o fim da própria vida como um saída.

"I'm starting with the man in the mirror
I'm asking him to change his ways
And no message could have been any clearer
If you wanna make the world a better place
Take a look at yourself, and then make a change"

Por isso olhe no espelho, encare seu reflexo e veja alguém que pode fazer a diferença. Veja alguém que não se resume a uma imagem bonita por fora enquanto é oco por dentro. Se pergunte o que você tem feito de bom para alguém além de si mesmo. Tente se lembrar de uma boa ação cometida. Olhe nos próprio olhos e mude. Abandone o egocentrismo. Pare de olhar para o próprio umbigo e arregace as mangas.

"I've been a victim of a selfish kind of love
It's time that I realize
That there are some with no home, not a nickel to loan
Could it be really me, pretending that they're not alone?"

O egoísmo é um dos piores defeitos da humanidade, onde as pessoas na rua caminham olhando para frente sem querer enxergar quem está ao lado. Quando iremos perceber que muitas vezes fingimos não poder ajudar? Que muitas vezes nos pegamos imaginando que se não fizermos algo, alguém vai fazer? E se esse alguém pensar assim também? E se todos pensassem assim? Ajudar o próximo te engrandece como pessoa, te faz sentir mais humano. Ser humano é isso, é acolher, proteger... mas primeiramente temos que perceber onde erramos e onde devemos melhorar.

"A willow deeply scarred, somebody's broken heart
And a washed-out dream
They follow the pattern of the wind ya' see
'Cause they got no place to be
That's why I'm starting with me"

O mundo está cheio de sofrimento, cheio de pessoas cheias de cicatrizes e marcas do sofrimento cotidiano, da falta de amor.
Por isso devemos começar por nós mesmos, começar algo ao invés de esperar por um exemplo ou uma ordem. O mundo não se faz um lugar melhor por si só, não basta apenas esperar, rezar, torcer e permanecer sentado. É preciso agir. É necessário olhar para aquela pessoa do lado e perguntar se ela precisa de ajuda. É preciso achar a saída do nosso mundo particular e ir em direção às ruas dos esquecidos.
Você tem que começar por você.
Peça que a pessoa no espelho mude seus valores.
Diga a ela que isso depende dela mesma.
Comece por você.

"Take a look at yourself, and then make a change..."

Trechos da música "The man in the mirror - Michael Jackson"

__________________________________________

Dia 6 - Uma música que lembra de você de algum lugar

Rainbow - Colbie Cailat

Clique na música para ver o vídeo

_________________________________

Comu do Blog - Para quem quiser participar =)

12 sorrisos compartilhados:

{ Stella Rodrigues } at: 17 de maio de 2010 09:30 disse...

Egoismo é a pior coisa ): não deixar uma coisa acontecer por medo de como vai reagir quanto a isso, é bem triste.

{ Thais Allana } at: 17 de maio de 2010 09:56 disse...

Adorei o que você escreve, amei sei blog
estou te seguindo

{ Estefani } at: 17 de maio de 2010 15:37 disse...

O mal é sempre pensarmos que os nossos problemas são maiores que os dos outros.

Gostei do seu texto, mas mais ainda da sua ATITUDE!

Beijossss ^^

{ rawane kellyn } at: 17 de maio de 2010 15:45 disse...

nossa, esse me fez chorar. A ousadia sábia de palavras você usa nos textos é magnifico.
sinceramente.. me emocionou profundamente.

Mas as vezes podemos notar que o mundo já está numa situação quase 'perdida' por isso algumas das vezes ou muitas das vezes as pessoas não se importam mais tanto em ajudar na melhoria desse nosso planeta, eles se perguntam: agora que diferença faz fazer a diferença nessas circunstancias? Se cada um fizesse a sua parte, realmente ajudaria e muito mas ninguém pensa assim. cabe a nós nos concientizar se iremos agir de maneira certa ou não, nos desmotivamos em saber que não adiantaria nada apenas duas mãos tentar mudar o mundo, enquanto a maioria se preocupa só em afunda-lo cada vez mais.
Ninguém mais se importa com nada nem com ninguém.
A humanidade precisa de mais amor no coração e menos ódio possuindo suas almas, é o que há.

Devo agradecer cada palavra que escreveu, mecheu muito comigo, parabéns!
grande beijo rodolpho :*

{ ⋆ Mαthєus Andrαdє } at: 17 de maio de 2010 16:00 disse...

chorei :')
muito bom o texto!
Abraço

{ Gabriela F. } at: 17 de maio de 2010 16:42 disse...

"Quantas vezes mais vamos continuar nos fingindo de cegos ao invés de arrancarmos nossas próprias vendas?"
Isso irá continuar enquanto as pessoas continuarem se acomodando; para mim, o verdadeiro mal do mundo é o comodismo! e acho que quando nos mudamos, mudamos alguém perto de nós que irá mudar outra pessoa, e acredito que essa corrente possa mudar o mundo!
seria tão bom que as pessoas penssassem iguais a ti!
beijos

{ Mali Melo } at: 17 de maio de 2010 18:29 disse...

é, realmente, grandes problemas no mundo são gerados pela nossa visão tão fechada... Egocentrismo de todos, aqui neste mundo é cada um por si. Mas acho que isso é uma consequência do medo, principalmente.
Sei lá. Mas a necessidade de mudança é urgente, o mundo precisa melhorar.
beijos :*

{ maiara diniz. } at: 17 de maio de 2010 19:45 disse...

Concordo contigo. Quantas e quantas vezes nos sentimos tristes, achando que cometeram injustiça conosco. E aquelas pessoas que o mundo esqueceu? Aqueles que passam todos os dias por necessidades básicas, enquanto nós dormimos em uma cama confortavel, quentes, acordamos de manhã com um café posto a mesa... Enfim, temos tudo que precisamos e ainda assim nos sentimos injustiçados em muitas ocasiões. Injustiça maior é o egoísmo, não pensarmos naqueles cuja existência é uma grande vitória, pois o mundo conspirava contra. É algo a se pensar! Beijos Rodolpho. Obrigada pelas visitas viu! Adoro saber que você sempre dá uma passadinha no Sutilmente! ;)

{ Grafite } at: 17 de maio de 2010 20:23 disse...

"Mudanças? Algumas assustam, outras são necessárias e outras devem ser feitas. Mudar consiste em deixar de lado o trivial e ir em busca de algo novo"

lindo demais! me prendi nas palavras do começo ao fim!
belo post :D

beiijo Rodolpho

{ Milla } at: 17 de maio de 2010 21:17 disse...

Gostei muito do seu texto. Você tem toda a razão, mas por mais que muitas pessoas saibam disso e fazem esforço para melhorar, sempre haverá aquelas pessoas que vivem de olhos fechados para o mundo. Nós devemos ser a mudança que nós queremos ver!

beijos

{ Jaci Macedo } at: 17 de maio de 2010 21:18 disse...

Mudando nós mesmos, mudaremos o mundo. Se doássemos um terço do nosso tempo para com o outro, esse planeta seria um lugar lindo para se viver. Amei o texto, beijos.

{ Amanda Lisbôa } at: 17 de maio de 2010 23:34 disse...

O fato de mudar realmente assusta... mas acredito que se começarmos das pequenas coisas, com certeza nos acostumaremos com as grandes!
Às vezes as pessoas precisam de um simples sorriso ou um cordial bom dia para se sentirem alguém, e isso pode fazer a diferença!

Texto maravilhoso!
=)

 

Copyright © 2010 A arte de um sorriso