Keblinger

Keblinger

Carta dela

| domingo, 2 de maio de 2010
Hora do conto

Ele apanhou a carta, reconhecendo a remetente. Tirou-a do envelope e começou a ler.

Toda vez que você vai, me deixa com um vazio.
É como se uma parte de mim tivesse ído junto contigo!
Eu permaneço parada olhando você desaparecer no horizonte e enquanto isso sorrisos nascem automaticamente, enquanto lembro de cada gesto teu...
Sentada, vejo através da janela do ônibus tudo passando rápido e devagar ao mesmo tempo. Meu pensamento voa...
E volta naqueles momentos em que você me abraça, sorri pra mim (com o sorriso mais lindo do mundo), aquele que me desestrutura e me faz sentir feliz, tão feliz...
Adoro o cheiro que vem de ti, a suavidade da sua pele, o jeito que você me olha e fala comigo.
O modo que segura meu rosto enquanto me beija e nesse momento tudo que eu mais queria era que o tempo parasse.
Mas ele passa rápido, tão rápido que eu logo desperto do meu 'sonho' e olhando pra estrada escura ao som da 'nossa trilha sonora' me vejo sozinha outra vez, faltando uma parte... Aquela que só você pode preencher agora!

Ao final da leitura ele perdeu as palavras. Estava emocionado e sua boca se abriu num largo sorriso.

Post especial: Escrito por Flávia Monteverde

EM BREVE: A RESPOSTA DELE (escrita por mim)

25 sorrisos compartilhados:

{ Sophia'sLu } at: 2 de maio de 2010 00:49 disse...

Uma saudade imediata. Nossos pensamentos sempre estão a frente da gente. Estamos sempre enquadrando um futuro ou nos recordando de um passado que nos faz falta. Lindas palavras Rodolpho!

{ Amanda Lisbôa } at: 2 de maio de 2010 01:09 disse...

De acordo com todo o contexto apresentado, e tudo o que compõe o mesmo, eu tenho apenas uma frase a declarar:

"o AMOR é uma flor roxa... que nasce no coração dos troxa"

essa frase diz td no momento! rsrsrsrsrs

{ Bell Souza } at: 2 de maio de 2010 09:11 disse...

"E volta naqueles momentos em que você me abraça, sorri pra mim (com o sorriso mais lindo do mundo), aquele que me desestrutura e me faz sentir feliz, tão feliz..." Eu sempre venho aqui, mas dessa vez eu achei um grande motivo para comentar. Esse trecho, muito meu. muito o que eu sinto! Beijos e obrigada por gostar dos meus textos e seguir lá no meu blog parceria.

{ Mimizinha! } at: 2 de maio de 2010 11:35 disse...

Adorei teu blog... belos textos... To seguindo vc!! abçs

{ Tati } at: 2 de maio de 2010 11:46 disse...

Bom, parabéns a Flávia pela intensidade.

Me diz ela tem blog? me passa?

Grande Beijo. Espero a sua resposta e afins.

Ps.: Obrigada pelo selinho. Que honra. Logo posto.

{ FRGB } at: 2 de maio de 2010 12:41 disse...

e eu lírico é feminino mas me espelhei muito no que ela disse....
faço isso tb muitas vezes: ficar "perdido" em meus sonhos bons lembrando quem amo...
adorei!

tow seguindo

Fer

http://www.petalasdaurora.blogspot.com

{ Mayana Carvalho } at: 2 de maio de 2010 13:04 disse...

Que carta linda. Acho que essas são a melhor forma de dizer amor.

{ Letícia R. } at: 2 de maio de 2010 13:29 disse...

Liindo *--*

{ Gabriela F. } at: 2 de maio de 2010 14:21 disse...

"tudo que eu mais queria era que o tempo parasse.
Mas ele passa rápido, tão rápido que eu logo desperto do meu 'sonho'"
lindo, muito lindo *-*
adoorei
e ah, mais uma vez, MUITO obrigada pela selo! ameeei
beeeeeeeijo

{ Milla } at: 2 de maio de 2010 15:57 disse...

Parabéns pra Flávia! Ela escreve muito bem :) E as palavras dela fazem total sentido e eu quero ver como você vai completar esse pedaço que falta que ela fala :)

beijos

{ Thiara Ribeiro } at: 2 de maio de 2010 15:57 disse...

Tudo tão lindo aqui! *-*

;**

{ Carla Rosenvelt } at: 2 de maio de 2010 16:03 disse...

Linda demais a carta! Eu me identifiquei com algumas coisas que ela disse. Sei lá, senti falta do meu namorado agora... hahahahaha

Beijos.

{ Gabri } at: 2 de maio de 2010 16:37 disse...

Lindo demais! Acho que uma das coisas que eu mais tenho feito é sonhar com momentos de tempos atrás...

Beijos, e obrigada por me dedicar aquele selinho. ^^ Fiquei mto grata. =D

{ Jaci Macedo } at: 2 de maio de 2010 18:25 disse...

Belo conto. Às vezes, as palavras escritas valem mais do que as ditas. Quem pode sentir a emoção das palavras impressas, sente de verdade. Beijos.

{ Flávia } at: 2 de maio de 2010 21:17 disse...

Bom, eu nem tenho o que comentar desse texto! =P
Afinal, foi eu quem escrevii... hahaha!

Que honra tá aqui no Blog! *.*
Embora eu já saiba tua resposta... Posta ela aí que tô ansioosa! rsrs!
beeijos S2

{ Doce Nostalgia } at: 2 de maio de 2010 23:10 disse...

Nossa Parabêns Flavia, ficou realmente incrivél, a pergunta que não quer calar e se a moça tem blog! tem? rs

Romantico e lindo *-*

{ Filipe Costa } at: 3 de maio de 2010 06:21 disse...

Oi Rodolpho gostei daqui.Está de parabens pelo blog.
Linda a carta da Flávia.
Volto mais vezes aqui.
Um Abraço!

{ Dani } at: 3 de maio de 2010 07:56 disse...

aiin que lindo, já estou ansiosa pra ver a resposta :)
Estou seguindo...
beijos ;*

{ Naty Araújo } at: 3 de maio de 2010 09:18 disse...

Uuuuuui... gostei.. quando escrever a resposta me avisa, heim?

Beijos

{ Estefani } at: 3 de maio de 2010 14:29 disse...

Perdi-me nas palavras! (suspiros...)

Lindo demais! *.*

Beijo fofo! ^^

{ Juliane Policarpo } at: 3 de maio de 2010 17:45 disse...

Cheguei pra compartilhar do meu sorriso com ...
adoro o q voc escreve!!!

beijooos;

{ @barbarakang } at: 3 de maio de 2010 19:34 disse...

Por um momento me senti uma pessoa apaixonada e feliz! UAU! ASUISAOIUEHOISEUHES! *-*

Beijos

{ Mandy } at: 3 de maio de 2010 23:12 disse...

É muito bom escrever cartas, principalmente se a carta for pra alguém que gostamos muito. Outra coisa que é bem legal tambem é se perder por ai. Viajar no pensamento.. É maravilhosa essa sensação de estar apaixonado. Vou esperar ansiosa a resposta dele *-*
Adorei seu blog, viu. Tô até confusa por nunca ter vindo aqui antes. Mas pode deixar que eu voltarei sempre.
Beijãão
Mandy

{ Flávia } at: 3 de maio de 2010 23:54 disse...

É... Depois de tanto comentário, só tenho a complementar que é muuuito bom mesmo escrever cartas, e melhor ainda é poder passar pro papel aquilo TUDO que sentimos por alguém, como eu fiz pra ELE! Não são só palavras num papel, são SENTIMENTOS traduzidos...

{ Ana Agarriberri } at: 5 de maio de 2010 21:02 disse...

Aaaah. Tudo muito bom aqui. Seguindo vc. Beeejo.

 

Copyright © 2010 A arte de um sorriso