Keblinger

Keblinger

Solidão

| sexta-feira, 9 de abril de 2010
"Solidão: um lugar bom de visitar uma vez ou outra, mas ruim de adotar como morada."
(Josh Billings)

A solidão no meu modo de ver é um estado de espírito, algo passageiro ou permanente. Cabe a cada um colocar limites à própria solidão, saber quando terminá-la ou quando buscá-la. Não digo que se refugiar em um canto sossegado, em silêncio, com um tempo só pra si, seja algo ruim, afinal, são nos momentos de solidão que mais pensamos na vida e refletimos o que estamos fazendo com ela. Nesses raros ou frequentes momentos, é quando olhamos para dentro de nós mesmos e tentamos entender o que se passa lá, tentamos desvendar mistérios nas formas de sentimentos, anseios nas formas de dúvidas... Embora, seja saudável ter um momento particular, a solidão em excesso pode ser traiçoeira, pois ela se apodera da pessoa que permite sua expansão e corrompe sua essência, ferida ou não.
Devemos perceber quando não estamos dando espaço para os outros, quando estamos viciados no nosso individualismo, pois isso fere as pessoas ao redor que tentam se aproximar, mas se deparam com uma barreira intransponível, ainda há alguns que lutam para superar esse obstáculo, mas a maioria recua sem tentar duas vezes.
Levar uma vida solitária é algo tão depressivo e decadente, pois não há com quem compartilhar as conquistas, as dores, os momentos sejam eles quais forem. Muitas vezes nos sentimos só no meio de muita gente, mas a gente se sente só porque se fez só.
Aproveitar um tempo sozinho é uma coisa, se acostumar com ele é preocupante. Enquanto não desvendamos sozinhos o que se passa dentro de nós, não custa tentar uma ajuda de fora.
A solidão vem quando não é chamada, mas deve ser expulsa quando não for necessária mais. Se incluir no mundo não é deixar de ser quem você é... é deixar o mundo conhecer quem você é.

12 sorrisos compartilhados:

{ Natasha Knorst } at: 9 de abril de 2010 14:31 disse...

"A solidão vem quando não é chamada, mas deve ser expulsa quando não for necessária mais."
Concordo totalmente. Adorei o texto, parabéns (:

{ @barbarakang } at: 9 de abril de 2010 14:50 disse...

"Cabe a cada um colocar limites à própria solidão, saber quando terminá-la ou quando buscá-la." Concordo. Solidão é bom, mas o tempo todo ás vezes se torna um problema. Adoro os seus textos! Parabéns!

Beijos

{ Felipe } at: 9 de abril de 2010 14:55 disse...

Solidão... complicado! Às vezes ela vem desesperadamente, sem ao mesmo avisar e te destrói. Experiência própria. É pura angústia. Não desejo isso a ninguém. E bom ficar sozinho, pensar na vida, mas não se pode deixar de viver a vida. Isso só faz com que mais problemas apareçam. Temos que nos abrir e contar o que realmente nos magoa ou nos faz feliz, porém tem que contar para a pessoa certa. Senão só piora...
Solidão nunca é boa!
Muito obrigado pela visita no blog e também já estou te seguindo.

{ Tati } at: 9 de abril de 2010 14:57 disse...

Olha você me dominando de novo... Gostei das linhas e principalmente, do cinteúdo de cada uma delas... Ótima reflexão. Verdadeira e simples, gostei mesmo!

' agente se sente só, porque se fez só'

'é deixar o mundo conhecer quem você é'

eis as duas frases que vou lembrar quando eu andar.

{ Flávia } at: 9 de abril de 2010 15:10 disse...

Como diria um amigo nosso...
"Fantástico!"

Ameei Rodi, vc soube falar mto bem sobre a tal 'solidão'. Que assombra muitas pessoas, como um vício, se instala ali e fica até que resolvam expulsa-la!!
Adorei principalmente a última frase: "Se incluir no mundo não é deixar de ser quem você é... é deixar o mundo conhecer quem você é."

Mto boom! =D
bjoo

{ Juliana Mendes } at: 9 de abril de 2010 17:59 disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
{ Juliana Mendes } at: 9 de abril de 2010 18:00 disse...

Não existe viver na solidão né?!
nem os pensamentos merecem tanto descaso...
solidão é mediocre, ngm consegue viver assim...
é isso!
nem precisamos comentar tanto no pq é ruim ficar só ne!? a imensidão da solidão da pequena silaba já diz tudo! é só, é pouco...
Migalhas... uma meia vida, !
:S

{ Milla } at: 9 de abril de 2010 22:23 disse...

Solidão é algo que acontece, mas nós temos que moderar isso. Pra mim a solidão visível nem é tão ruim assim, o pior mesmo é quando você tem pessoas ao seu redor mas de alguma forma se sente sozinho..belo texto!

Beijos

{ Doce Nostalgia } at: 10 de abril de 2010 01:19 disse...

Ai solidão é um tema tão dolorido, e que todo vai passar um dia, mesmo estando com muitas pessoas ao redor sempre bate aquela solidão esquisita!
Sei muito bem o que é isso.
Ficar só e bom, mais permanecer sempre só é terrivél!

Otimo texto como sempre!!!!

Beijão, até mais =*

{ Luly } at: 10 de abril de 2010 03:13 disse...

Realmente, ter solidão como moradia é um problema. E nesse momento, eu estou o enfrentando :/

{ Naty Araújo } at: 10 de abril de 2010 13:14 disse...

Perfeito... Odeio falar sobre solidão, mas é a única coisa que falo bem.
Quando a gente sente, sabe falar melhor.

Beijos

{ Phelipe Barros } at: 16 de junho de 2010 01:24 disse...

Solidão... Companheira necessária, num mundo de multidões, companhia descartável num mar de ilusões.

 

Copyright © 2010 A arte de um sorriso