Keblinger

Keblinger

Razão e Emoção

| quinta-feira, 25 de março de 2010
Por que sempre que nos fazemos perguntas que precisam de uma resposta certa, vem um lado nosso e diz uma coisa enquanto o outro discorda? Somos assim, temos esses dois lados que também podem ser chamados de "razão" e "emoção". E o pior de tudo, às vezes, discutir sozinho não leva a lugar algum e ao invés de resolver um problema, só traz mais. Qual lado seguir? Razão ou emoção? Há quem diga que é sempre melhor agir com o coração, mas será que levar em conta a razão de vez em quando não seria uma boa solução também? Esses conflitos internos são difíceis de solucionar e quando acontecem eles duram mais do que deveríam e mais do que gostaríamos.
Nem sempre temos as respostas certas. nem sempre entendemos o problema como um todo, mas os dois lados estão lá, discutindo, ponderando... um sempre tentanto levar vantagem sobre o outro. Um pensa mais no futuro e nas consequências, o outro já é mais impulsivo e vai levando a vida sem muitas preocupações. Um reflete bastante antes de agir, o outro se jogo de cara. Um sussurra bons conselhos, o outro destila táticas ardilosas. Mas um complementa o outro, nenhum pesa mais na balança. A soma dos dois lados, das duas opiniões podem dar um denominador comum que é o que procuramos.
Ouça com atenção sua mente e coração, avalie os dois pontos de vista e tente entrar em um consenso. Se errar, tente novamente, nem sempre acertamos de primeira e ninguém vive só de acertos. Se acertar é porque está no rumo certo, pelo menos já é um sinal que você está aprendendo a ouvir os dois lados, é um sinal que eles já não estão tão separados. A união faz a força, é o que dizem, então una seus "eus interiores", eles vão ajudar.

2 sorrisos compartilhados:

{ Flávia } at: 26 de março de 2010 14:28 disse...

Gostei do que vc escreveu!! :)
De certa forma me fez reavaliar meus 'eus interiores'. Que por sinal vivem em conflito!

Não teria graça se 'tudo aqui dentro' de nós optasse por UMA coisa, por UMA solução... O bom é poder confrontar nosso coração, nossa razão. Afinal de contas, sempre chegamos em algum lugar de uma forma ou de outra. Então, pra que pensar e se questionar tanto? ;)

Beeijos 'Anjo lindo' da mamãe! kkkkk! =)

{ Rodolpho Padovani } at: 26 de março de 2010 15:19 disse...

Os "eus interiores" de quase todo mundo vivem em conflito...
E realmente, se tudo fosse um mar de rosas a gente enjoaria.

"Afinal de contas, sempre chegamos em algum lugar de uma forma ou de outra. Então, pra que pensar e se questionar tanto?"
Verdade, independente do que façamos, a vida tem um curso quem nem sempre temos o controle...

Bjooo =D

 

Copyright © 2010 A arte de um sorriso