Keblinger

Keblinger

Vi

| sábado, 20 de fevereiro de 2010
Interação

Então foi quando olhei pela janela molhada pelos pingos da chuva e vi que ele me encarava pelo vidro. Não sei se olhava diretamente para mim, mas eu logo senti uma conexão. Fiquei mais alguns minutos o encarando, decidindo se devia sair ou ficar ali. Ele continuava parado. Olhando. Me analisando através da pequena distância que nos separava. A chuva continuava a cair. Preciso tomar uma atitude, pensei. O barulho de um prato caindo na cozinha tirou minha concentração e despreguei os olhos da janela por um instante e quando olhei novamente um segundo depois só vi a chuva, o nada... a rua vazia.

Quem eu vi? Isso não importa...
Quem você viu?

Escrevi esse texto absurdo e sem sentido enquanto deixei meus dedos dançarem sobre o teclado para ver o que sairia. Agora depois de escrito, percebo que cada pessoa que ler enquanto se imaginar olhando pelo vidro vai ver uma coisa e se ler outra outra vez verá algo diferente. Agora me diga...

O que você viu?

11 sorrisos compartilhados:

{ Lale e Karla } at: 20 de fevereiro de 2010 10:34 disse...

nossa, adorei o texto :D ele possui uma "variedade" de interpretações incriveis. Eu me imaginei vendo uma criança :s e depois percebendo que era só coisa da minha cabeça :$ haha adorei! (karla sapelli)

{ Flávia } at: 20 de fevereiro de 2010 19:03 disse...

hahaha... Quanta criatividadee! =)

Não tem como não gostar das coisas que vc escreeve baby!
Eu vi o Sol, desde o príncipioo. Pra vc ver como eu sou louca, pq tava 'choveendo'! kkkk!
Depois pensei em vcc atravéz do vidro... Com o cabelinho molhado e cara de criançaa! *-*

Cada um com as suas interpretações! ;P rsrs

{ Pαμℓα Aℓvєs } at: 20 de fevereiro de 2010 21:36 disse...

eu vi um mendigo... Enquanto lia seu texto me recordei do poema de Manuel Bandeira, O bicho...

"Vi ontem um bicho
Na imundície do pátio
Catando comida entre os detritos.
Quando achava alguma coisa,
Não examinava nem cheirava:
Engolia com voracidade.
O bicho não era um cão,
Não era um gato,
Não era um rato.
O bicho, meu Deus
Era um homem."

Sei lá acho q sou meio ligada a essas coisas sociais... Abstrai!!! hihihih

Abraços*

{ Rodolpho Padovani } at: 20 de fevereiro de 2010 22:08 disse...

Karla
valeu... o texto é muito viajado msm, nem eu sabia o q era enquanto escrevia... =D

Flávia
Hahaha, vc me viu?? Tomando chuva... hahaha, deve ser por causa da nossa tarde de hj... hehe

Paula
É, tem fundamento vc ter lembrado desse texto, mas diferente do meu, esse texto deixa claro o que era o bicho...
Abraços!

{ Amanda } at: 20 de fevereiro de 2010 22:49 disse...

eu vi um cachorrinhoo... tadinhooo.. tomando chuva com aquela carinha de tô com fome e quero carinhooo...
='(

{ Rodolpho Padovani } at: 20 de fevereiro de 2010 23:15 disse...

Amandii...
Eu vi um cachorro tbm =D

{ Juuh' } at: 21 de fevereiro de 2010 12:58 disse...

rs eu tmbm vii um cachorrinhoo =/

{ Juliana Amado } at: 21 de fevereiro de 2010 23:07 disse...

EU acho que vi...vi.... o que foi que eu vi mesmo? Um reflexo? Uma imagem? Alguém? Algo? Vai saber....

Adorei esse seu texto. Leva a gente a pensar. Gosto de coisas assim, reflexivas.

{ Fernanda Duarte } at: 6 de março de 2010 20:24 disse...

hahaha pensei em cachorrinho tbm! rs
to seguindo vc :)

{ Rodolpho Padovani } at: 19 de março de 2010 16:31 disse...

Juliana Amado
Vc ficou bem confusa... hehehe
valeu pelo comentário e q bom que vc gostou =D

Fernanda Duarte
Aeee, o cachorrinho tá ganhando ;P
valeu por seguir

Abraços!

Renata Angra at: 22 de março de 2010 11:31 disse...

Nossa nem eu acredito que vi ..se sabe quem né.. a Michele (Borboleta)

 

Copyright © 2010 A arte de um sorriso